Geração de mais empregos formais será prioridade, diz Zema

Candidato à reeleição recebeu apoio de prefeitos e populares em Cataguases e Leopoldina, na Zona da Mata

Em compromissos de campanha na Zona da Mata, nesta quinta-feira (22), o governador de Minas Gerais e candidato à reeleição, Romeu Zema (Novo-30), destacou como uma das prioridades para o segundo mandato a melhora na qualidade de vida dos mineiros por meio da geração de emprego e renda. Segundo Zema, a intenção é que, nos próximos dois anos, Minas gere mais meio milhão de empregos.

“Já abrimos mais de 500 mil empregos e queremos continuar no ritmo que estamos. O que todo mineiro mais quer é ter um emprego digno”, disse, durante entrevista a rádio local de Cataguases.

Questionado durante a entrevista coletiva sobre a guerra fiscal com estados vizinhos, o candidato disse que essa questão já foi praticamente superada, citando o exemplo dos combustíveis que, no passado, tinham valores diferentes dos praticados no Rio de Janeiro, por exemplo.

“Pela primeira vez na história de Minas tivemos uma redução expressiva no preço dos combustíveis. Este ano também congelamos o IPVA. Agora, temos que lembrar que Minas ainda se encontra em situação financeira delicada. E devido a isso temos situações legais que nos impedem de reduzir impostos, mas aquilo que for possível vamos fazer sim”, afirmou.

Zema ainda percorreu ruas do Centro de Cataguases e conversou com as pessoas. O prefeito José Henriques fez questão de agradecer o apoio que o Estado deu ao município, especialmente durante as chuvas do início do ano e também investimentos em estradas e infraestrutura da cidade.

Leopoldina

À tarde, Zema cumpriu agenda em Leopoldina, onde também foi recebido pelo prefeito Pedro Augusto Junqueira Ferraz. Eles caminharam juntos pelo calçadão, no Centro. Em seguida, participou de entrevista numa rádio local e se reuniu com apoiadores, acompanhado do candidato ao Senado, Marcelo Aro (PP), e do prefeito.

“Se hoje estamos numa situação melhor em Minas e em Leopoldina é porque tivemos o apoio desse mineiro aqui, comprometido com o Estado e com os mineiros”, disse o prefeito, levantando a mão do candidato à reeleição.

Durante seu pronunciamento, Zema afirmou que fará um eventual segundo mandato melhor que o primeiro, já que não terá mais que pagar os R$ 30 bilhões de dívidas herdadas do governo anterior. “Faremos muito mais pelas mineiras e mineiros nas áreas da Educação, Saúde e Infraestrutura”, afirmou.

Facebook
Twitter
LinkedIn