Romeu Zema conclui giro pelo interior de Minas para participar de sabatinas

Acompanhado pelo colega de chapa ao Senado, Marcelo Aro, candidato à reeleição destacou o crescimento da avaliação positiva da gestão, segundo o Datafolha.

O Governador de Minas Gerais e candidato à reeleição, Romeu Zema (Novo 30) concluiu, neste sábado (3/9), no Triângulo Mineiro, o giro que fez pelo interior do estado para cumprir agendas de sabatinas nas emissoras afiliadas da TV Globo. A última entrevista ao vivo da série foi concedida em Uberlândia, após atender jornalistas em Varginha, Juiz de Fora, Montes Claros e Governador Valadares, durante toda a semana. Ainda no Triângulo, ele esteve em Uberaba, no sábado, para participar de eventos de campanha.

Na segunda maior cidade mineira, Uberlândia, Romeu Zema traçou um paralelo entre a situação enfrentada pelo atual prefeito, Odelmo Leão, em 2017, e a própria realidade que encontrou no início do mandato em 2019. Ambos sucederam administrações desastrosas petistas em nível municipal e estadual.

“Estamos fazendo em Minas igual ao prefeito Odelmo fez aqui em Uberlândia. Uma reconstrução daquilo que o PT destruiu”, afirmou Zema. Nos dois casos, os petistas tentaram a reeleição, na cidade e em Minas, e foram reprovados nas urnas, não indo ao segundo turno nos respectivos colégios eleitorais. Ambos também deixaram dívidas – milionárias, na cidade, e bilionárias, no estado – para os sucessores.

Anel Viário Sul

Em entrevista coletiva, o prefeito de Uberlândia, Odelmo Leão, destacou o trabalho conjunto com o governador Romeu Zema, que está retomando uma grande obra, parada há quase duas décadas, no Anel Viário Sul da cidade. “O governador iniciou a obra, tinha uma área para ser desapropriada, nós recorremos à Justiça, o juiz deu a liminar, liberando, semana passada. Agora é retomar o serviço e terminar”, disse Odelmo Leão.

Romeu Zema também destacou os valores que foram quitados, na atual gestão, para cidades do Triângulo e referentes às dívidas do governo passado com os municípios mineiros. “Para Uberlândia, é coisa para mais de R$ 100 milhões, sem contar o ICMS, que foi pago judicialmente. Para Uberaba, é praticamente esse valor também. Já pagamos mais de R$ 30 bilhões em dívidas do governo do passado. Essa quantia equivale a 15 mil quilômetros de estradas asfaltadas. Imaginem o que vamos poder fazer no próximo mandato, sem ter esse tanto de dívida para pagar?”, indagou Romeu Zema.

Avaliação positiva

Romeu Zema e o candidato ao Senado pela coligação Minas nos Trilhos, Marcelo Aro, também comentaram os resultados da última pesquisa Datafolha, divulgada na quinta-feira (1). A avaliação positiva da gestão Romeu Zema à frente do Governo de Minas saltou de 47% para 54% na comparação com o levantamento anterior do mesmo instituto. O crescimento da aprovação de sete pontos percentuais ocorreu bem acima da margem de erro de três pontos percentuais. Outro dado que chama a atenção é que praticamente não houve diferença na aprovação da gestão Zema no interior (54%) em relação à capital (52%).

Já o candidato Marcelo Aro também apresentou crescimento na intenção de votos acima da margem de erro da pesquisa Datafolha. “Estou muito otimista. É até natural, porque foi a última candidatura a ser colocada. Estou viajando junto com o governador Romeu Zema o estado inteiro, levando nossa proposta e o que fiz como deputado federal, estamos crescendo muito, como a pesquisa apontou”, disse Marcelo Aro.

Facebook
Twitter
LinkedIn