Romeu Zema enfatiza relevância do Norte de Minas

Crédito: Gil Leonardi/Novo

Em Montes Claros, governador completou ontem 40 idas à região mineira.

O governador e candidato à reeleição Romeu Zema (NOVO 30) esteve em Montes Claros, na região Norte de Minas, nesta terça-feira (30), junto com o candidato ao Senado pela coligação “Minas nos Trilhos”, Marcelo Aro (Progressistas). Os dois se encontraram com apoiadores durante almoço organizado pelo Conselho Regional de Odontologia e caminharam no centro comercial.

Esta foi a 15ª vez que Zema esteve em Montes Claros nesses três anos e meio de Gestão. “Creio que nunca tivemos um governador tão presente na região como eu. Já vim ao Norte 40 vezes cumprindo agenda como governador. Sou gestor chão de fábrica, que acredita que o olho no olho faz toda a diferença. Fica aqui um alerta, tem muita gente fazendo turismo eleitoral. Nunca colocou o pé na região Norte e só vem aqui neste momento de campanha com soluções milagrosas”, lembrou Zema, enfatizando que o eleitor não cai mais nessa.

Romeu Zema reafirmou o seu compromisso com as prefeituras e o empenho para regularizar as dívidas deixadas pelo governo passado. Somente com Montes Claros, a dívida era de R$ 77 milhões relativos ao Fundeb, IPVA e ICMS, que deixaram de ser pagos pelo ex-governador. “Depois de 3 anos e meio à frente de Minas, nós temos o trem em cima dos trilhos novamente e precisamos agora imprimir mais velocidade. Os prefeitos que estão aqui sabem que podem contar com recursos estaduais e ainda estão recebendo o que o Pimentel deixou de pagar. Então seria um grande retrocesso essa turma voltar para o Governo do Estado”, garantiu.

Em sua gestão, Zema se preocupou com investimento em infraestrutura para o Norte de Minas. Está em andamento a obra de pavimentação da MG-479, que liga a área urbana de Januária aos distritos de Tejuco e Pandeiros e é considerada uma importante via de acesso da região ao Centro-Oeste brasileiro. Por meio da concessão com a Eco 135, estão sendo feitos o Contorno Norte e Leste de Montes Claros e a duplicação, restauração e ampliação da BR-135, que juntos representam a maior obra de infraestrutura rodoviária em execução no Brasil. “O corredor JK, aqui em Montes Claros, vai reduzir em 200 quilômetros a distância do Norte de Minas e dos vales do Jequitinhonha e Mucuri até o Distrito Federal. É um novo eixo rodoviário brasileiro, fundamental para a logística e o escoamento da nossa produção. É mais desenvolvimento para a região”, salientou Zema.

Crédito: Gil Leonardi/Novo

Sistema São Francisco

Também houve investimentos recordes em outras áreas durante a gestão Zema. Em 2021, a Unimontes recebeu o investimento histórico de R$ 72 milhões. Desde 2019, a Copasa destinou R$ 350 milhões, que é o maior volume de recursos da história aos municípios norte-mineiros. Dessa forma, foi possível a entrega do Sistema São Francisco, que garantirá o abastecimento de Montes Claros até o ano de 2050, e também o início da ampliação do Sistema de Esgotamento Sanitário (SES) na área urbana de Januária. “Se pagando mais de R$ 30 bilhões de dívidas de governos passados, conseguimos realizar já essas benfeitorias para o Norte de Minas, imaginem em um segundo mandato, o que poderemos realizar ainda mais para cá”, afirmou Romeu Zema, em Montes Claros.

Facebook
Twitter
LinkedIn