Setor de serviços em Minas Gerais cresce mais do que a média brasileira

Dados do IBGE apontam avanço de 1,9% em julho em relação ao mês anterior; índice nacional foi de 1,1%.

Em meio ao processo de retomada da economia, após o período de pico da pandemia, Minas Gerais segue avançando no setor de serviços que, em julho, registrou crescimento de 1,9% frente a junho de 2022, na série com ajuste sazonal, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O Brasil registrou 1,1%, no mesmo período.

Com esse resultado, o setor em Minas encontra-se 20,5% acima do patamar pré-pandemia, registrado em fevereiro de 2020. No acumulado do ano (janeiro a julho), o Estado apresenta avanço de 7,9%.

Ainda de acordo com o boletim mais recente do IBGE, os resultados por atividades em Minas Gerais, na comparação com o mesmo mês do ano anterior, apontam variações positivas do volume de serviços em 3 das 5 atividades apuradas. O destaque foi novamente para serviços prestados às famílias (35,1%).

É um resultado que vem na esteira da continuidade do processo da retomada dos serviços de caráter presencial. Outro destaque positivo foi para transportes, serviços auxiliares ao transporte e correios (16,6%), demonstrando também o crescimento e a pujança do comércio eletrônico mineiro.

Facebook
Twitter
LinkedIn