Zema vence, por unanimidade, no colegiado do TRE e obtém direito de resposta

Candidato adversário mentiu sobre contratações do estado em entrevista para emissora de Uberlândia.

Por unanimidade, o colegiado do Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais (TRE-MG) negou recurso e manteve a determinação do direito de resposta obtido pela candidatura de governador Romeu Zema (Novo-30) contra fala falsa do adversário.

Em entrevista a uma emissora de TV de Uberlândia, no Triângulo Mineiro, o candidato do PSD&PT afirmou erroneamente que não pode haver contratações do governo de Minas Gerais por causa do Plano de Recuperação Econômica estadual.

Na decisão colegiada do TRE há a determinação para que a errata da declaração seja lida pela apresentadora do telejornal uberlandense. A candidatura adversária havia recorrido à ordem judicial, mas perdeu também, por unanimidade, na decisão proferida por todos os integrantes da corte eleitoral.

Mais uma vitória

Em outro recurso da coligação contrária, a candidatura de Romeu Zema também saiu vitoriosa nesta semana e foi mantido o direito de resposta para restabelecer a verdade sobre declarações mentirosas e infundadas do adversário em inserções eleitorais em relação ao respeito às mulheres. Na decisão do juiz eleitoral, houve o entendimento de que a propaganda eleitoral impugnada causava prejuízos à imagem da coligação “Minas nos Trilhos”, por associação indevida à violência contra mulher.

Facebook
Twitter
LinkedIn